Pular para o conteúdo principal

ILE AXE IN EAST LONDON

Uma tarde qualquer de primavera no hemisferio norte, o vento frio corta os ceus de East London, o cheiro de curry foi abruptamente substituido pelo de dende fervente.
Ante o olhar surpreso dos circundantes salta o dourado dos acarajes crocantes emergindo da frigideira. Como num piscar de olhos, a Bahia se mudou pra East London e, para deleite das saudosas baianas e surpresa dos demais, o colorido da Åfrica-Bahia inundou a cinzeza Londrina num improviso de aromas e sabores.
… e hoje, 25 de abril, os londrinos ainda comemoram o dia de Saint George. Okê, Oxossi!

Comentários

Jo (do Recife) disse…
E a sra hein??? In London!! E nem avisa!! Vi que tinha algo nevoento no ar já pela foto do post do dia 19 (a outra de new look!).
Acabei de falar com a matriz e procurando os adjetivos para o xingamento, só me veio Almodóvar de Maus Hábitos: Irmã Sórdida, Irmã Perdida, Irmã Rata de Esgoto...
Mas... Adorei o presente que a sra se deu... quisera eu poder lhe dar um assim.
Kisses a lot, besos muchos, Happy birthday Feliz Cumpleaños Saudades
On The Rocks disse…
curta bem esta cidade de loucuras mil.

bj
Anônimo disse…
Já deves estar na cidade: com todo seu provincianismo, Cruz é, como diz Nelson Magalhães, a cidade das sombras. E com certeza voltastes revigorada para novas pelejas

Postagens mais visitadas deste blog

Pise devagar, você está pisando nos meus sonhos.

Ao ouvir esses versos, lidos por um personagem de um filme já começado, apurei o olhar e ouvidos para a tv. O personagem segurava um livro cuja capa estampava o nome Yeats em letras bem grandes.
Pensei com meus botões: esse filme deve ser bom!
Não era tão bom assim, apesar das referências a vários clássicos da literatura. Perdeu-se nos clichês e nas cenas de ação exageradas. Mas valeu a pena por me levar a reler o poeta!


OS TECIDOS DO CÉU Se eu tivesse os tecidos bordados dos céus,
ornados de ouro e prata em luz,
panos azuis foscos breus
da noite, luz, e da meia-luz,
estenderia os tecidos sob teus pés.
Mas, pobre, tenho apenas sonhos;
são eles que estendo sob teus pés.
Pise devagar, você está pisando nos meus sonhos. (William Butler Yeats) (trad. inédita de Bruno D’Abruzzo) AEDH WISHES FOR THE CLOTHS OF HEAVEN Had I the heavens’ embroidered cloths,
Enwrought with golden and silver light,
The blue and the dim and the dark cloths
Of night and light and the half light,
I would spread the cloths under …