quarta-feira, 28 de outubro de 2009

de amores insanos

como se pode amar assim,
estraçalhando dores em paredes envidraçadas?
como é possível amar assim,
atrapalhando vestígios de possível lucidez?
(para ler repetidas vezes ao som do cello de zoe keating)

Nenhum comentário: